Expansão de Tecido

A expansão de tecido permite ao corpo “gerar” pele extra para o uso na reconstrução em quase todas as partes do corpo.

 

O QUE É A EXPANSÃO DE TECIDO?

Expansão de tecido é um procedimento relativamente simples, que permite ao corpo “gerar” pele extra para uso na reconstrução em quase todas as partes do corpo. Um balão expansor de silicone é inserido sob a pele próximo à área a ser reparada e, em seguida, gradualmente preenchido com água salina ao longo do tempo, fazendo com que a pele estique e cresça. É mais comumente utilizado para a reconstrução de mama após sua retirada, mas, também, é usado para reparar a pele danificada por defeitos congênitos, acidentes, cirurgia e em alguns procedimentos estéticos.

 

QUEM SÃO OS MELHORES CANDIDATOS À EXPANSÃO DE TECIDO?

Praticamente qualquer pessoa que precise de pele adicional pode se beneficiar da expansão de tecido, desde crianças a homens e mulheres idosos.

O procedimento é muito utilizado na reconstrução da mama, quando não há pele suficiente para acomodar um implante permanente para restaurar a aparência natural da mulher. Também é uma opção para a reparação ou a substituição de áreas do couro cabeludo, em que o crescimento do cabelo faz com que seja difícil substituir tecido perdido com a pele de outras partes do corpo. A expansão de tecido geralmente produz excelentes resultados quando reconstrói algumas áreas do rosto e do pescoço, nas mãos, braços e pernas. A expansão pode ser mais difícil nas costas, tronco, ou em demais áreas onde a pele é espessa. Se a área afetada estiver severamente danificada ou com cicatrizes, a expansão provavelmente não é uma opção, pois, o primeiro requisito é que a pele esteja saudável.

 

VANTAGENS E DESVANTAGENS

Até recentemente, os cirurgiões estavam limitados a retalhos e a enxerto de pele para reconstruir o tecido danificado. A expansão do tecido, no entanto, oferece uma técnica adicional com várias vantagens. Primeiramente, a expansão oferece uma combinação quase perfeita de cor e de textura. Em segundo lugar, porque a pele mantém-se ligada à área doadora de sangue e de nervo, há menor risco de necrose. Ademais, por não ter de ser movida de uma área à outra, as cicatrizes são frequentemente menos aparentes. Por outro lado, a expansão da pele tem um inconveniente significativo − o período de tempo necessário para crescer pele adicional. Dependendo da área a ser reconstruída, a expansão do tecido pode levar de três a quatro meses. Durante este tempo, o expansor cria o que pode ser uma protuberância desagradável − o que é desejável na reconstrução da mama, mas pode ser bastante perceptível para uma pessoa que precise de reparo do couro cabeludo ou de demais áreas do corpo. Além disso, o procedimento requer várias visitas ao cirurgião para a injeção da água salina que infla o balão. Para algumas pessoas, a aparência inconveniente de um expansor é suficiente para que considerem outras opções.

 

ENCHIMENTO DO EXPANSOR

Uma vez que a incisão tenha cicatrizado, você deverá retornar ao consultório do cirurgião periodicamente para que se possa injetar soro fisiológico no expansor. Com a expansão do expansor, sua pele vai esticar. Em algumas pessoas, este procedimento pode causar desconforto.

 

CIRURGIA SECUNDÁRIA

Quando a pele esticou o suficiente para cobrir a área afetada, você será submetido a um segundo procedimento para remover o expansor e reposicionar o tecido novo. Na reconstrução de mama, a cirurgia requerida para remover o expansor e inserir o implante permanente é relativamente breve. Cirurgia mais complexa para reparar a pele do rosto e o couro cabeludo demanda mais tempo, e pode exigir mais de uma seqüência de expansão para finalizar.

 

EXEMPLO 1: COURO CABELUDO

A expansão de tecido é ideal para a reparação do couro cabeludo, porque a pele esticada sobre o couro cabeludo mantém o crescimento normal do cabelo. A maioria dos demais tecidos do corpo não cresce pelo com a mesma intensidade.

 

EXEMPLO 2: MAMA

Um balão expansor de silicone é inserido sob a pele. Uma vez instalado, o expansor é gradualmente inflado com água salina através de uma pequena válvula. Quando o tecido expandiu ao tamanho desejado, o mesmo é removido. Na reconstrução de mama, um implante permanente é, então, colocado.

 

RECUPERAÇÃO E ACOMPANHAMENTO PÓS-CIRÚRGICO

Como você se sentirá após a cirurgia dependerá da extensão e da complexidade do procedimento. A cirurgia inicial para inserir o expansor causa, na maioria dos pacientes, um desconforto temporário que pode ser controlado com medicação prescrita pelo médico. Pode haver, também, certo desconforto nas vezes em que a solução salina é injetada no expansor, no entato, dura apenas 1-2 horas. O procedimento para remover o expansor e colocar o novo tecido no local pode causar desconforto temporário, mas, também, é controlado com medicação.

 

VOLTANDO AO NORMAL

Novamente, o tempo que levará para você retomar sua rotina normal dependerá da extensão, da complexidade e do tipo de cirurgia a qual se submeteu. Para pacientes que se submeteram à reconstrução de mama, se a expansão do tecido for separada da retirada da mama, a atividade normal pode ser retomada em 2-4 dias.

A maioria dos pacientes que se submete à expansão de tecido relata que é possível voltar à rotina normal estando o expansor ainda instalado. Após a segunda cirurgia, a maioria dos pacientes recupera-se em uma semana.

 

A SUA NOVA APARÊNCIA

Em geral, os resultados obtidos pela expansão de tecido são melhores que os resultados dos demais métodos usados para reconstruir ou reparar a pele danificada. Mas, lembre-se, de que o objetivo é melhorar e não atingir a perfeição. Para a maioria dos pacientes que se submetem à expansão de tecido, o procedimento melhora drasticamente a aparência e a qualidade de vida após a cirurgia. Se você é fisicamente saudável, psicologicamente estável e realista em suas expectativas, provavelmente ficará bastante satisfeito com a nova aparência.

Fale conosco

 (91) 3222-5743

(91) 99266-0880

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon