Cirurgia para Cranioestenoses

As craniossinostoses (CS) são malformações congênitas caracterizadas pelo fechamento precoce de uma ou mais suturas cranianas, que resultam em uma deformidade craniana ou craniofacial, apresentando como fatores associados forças biomecânicas, alterações genéticas e expressões locais de fatores de crescimento. Podem ser classificadas em sindrômicas e não sindrômicas; isolada ou simples (quando comprometem uma única sutura) ou completa e complexas se associadas a outras malformações (comprometimento de múltiplas suturas e/ou malformações extracranianas). O diagnóstico é eminentemente clínico, porém, na maioria dos casos, a confirmação por método de imagem (sobretudo a tomografia de crânio com reconstrução tridimensional) faz-se de rotina. O tratamento das CS geralmente é cirúrgico, e tem como escopo principal corrigir a distorção craniana e evitar a progressão e deformidade craniofacial, impedindo eventuais danos futuros.

O tratamento das CS geralmente é cirúrgico, e tem como escopo principal corrigir a distorção craniana e evitar a progressão e deformidade craniofacial, impedindo eventuais distúrbios cognitivos futuros, associados. Estas deformidades cranianas quando não tratadas, podem trazer danos ou não, como ocorre em alguns casos, a um aumento da pressão intracraniana (PIC). Além de equipe neurocirúrgica treinada, torna-se fundamental uma equipe multidisciplinar como a composta por cirurgiões plásticos, habilitada para o manejo destas crianças, sendo que o sangramento intra-operatório, nos casos das reconstruções cranianas, é a principal complicação.

Fale conosco

 (91) 3222-5743

(91) 99266-0880

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon